RECEBA NOSSAS NOVIDADES! CADASTRE-SE

COMPORTAMENTO

PAPO CABEÇA

Por: Margareth Signorelli INDIQUEIMPRIMIR

PAPO CABEÇA

RESSENTIMENTO

Qual a destruição que ele causa


O que um ressentimento nos custa? Ter um ressentimento em relação a alguém é como se colocássemos fogo em nosso próprio corpo e quiséssemos que a outra pessoa se queimasse.
Segundo o dicionário Aurélio, o significado de ressentimento é sentir novamente, sofrer as consequências de algo, então, que tal pensarmos bem em quem está se prejudicando neste contexto?
Muitas pessoas se apegam aos seus ressentimentos e não abrem mãos deles porque pensam que, se perdoarem ou esquecerem, o outro envolvido sairá ileso. Esse sentimento também pode vir acompanhado de vários outros como raiva, ódio e amargura... O que pode trazer muitos problemas de relacionamento pessoal e no trabalho por toda a insatisfação que ele traz. O que realmente nos custa ter ressentimento por alguém? Uma situação ou circunstância? Em muitos casos, pode custar nosso futuro e nossa saúde.
Uma das características das pessoas ressentidas é reclamarem que não conseguem seguir em frente em suas vidas, que se sentem estagnadas pelo fato de gastarem muito da sua energia no passado, daí vem à sensação de estagnação, de não conseguir seguir em frente com seus planos. Todas as linhas espirituais dizem que devemos manter nosso espírito no momento em que estamos para mantermos a nossa energia no presente, só assim seremos plenos e conseguiremos planejar um futuro harmonioso.
Vou exemplificar o que isto significa energeticamente e porque é tão importante. Imagine que você tem uma conta bancária energética e que os depósitos são feitos pelo Universo na sua conta todos os dias. Sua função para gerenciar esta energia é investi-la da melhor forma possível em projetos, pessoas, ambições e pensamentos para que esta energia lhe traga dividendos. Quando você tem ressentimentos ou emoções negativas, está investindo esta energia no passado, o que mantém sua história passada mais viva e vibrante do que seu presente e isso gera um sentimento de estagnação e drena sua conta bancária energética, perdendo uma porcentagem destes investimentos a cada dia.
Claro que muito do nosso passado é positivo e você já absorveu este aprendizado para se tornar quem você é hoje e estas memórias são alimentos para sua vida futura.
Energeticamente precisamos nos livrar dos nossos ressentimentos e absorver do passado somente a sabedoria, evitando que nossa energia se perca com pensamentos e emoções antigas e trazer esta energia para o momento presente para podermos seguir em frente.
Como fazer isto?
Pegue o seu diário e faça uma lista das pessoas que você tem ressentimento por algum motivo. Responda a questão:
“De quem eu estou carregando ressentimento?”
Pegue a lista e escolha a pessoa que você carrega mais ressentimento. Responda cada questão abaixo para esta pessoa. Quando puder, pegue as outras pessoas da lista e responda as questões abaixo para cada uma delas.
Porque carrego ressentimento desta pessoa? Qual a minha parte de responsabilidade nessa situação? De que modo esta experiência me ajudou a me tornar uma pessoa mais madura? O que de bom posso tirar desta experiência?
Sinta no seu peito a leveza de se libertar de cada um dos seus ressentimentos.
Bônus: Escreva uma carta para alguém que você queira perdoar. Escreva sobre o ressentimento que você sentiu sobre a perspectiva do que você se sente responsável. Como a situação fez você crescer e amadurecer? O que você aprendeu de bom com isso? Acabe a carta declarando seu desejo de perdoar esta pessoa e dizendo que a perdoa de qualquer coisa que você gostaria que ele pedisse perdão.
Você pode mandar a carta ou queimá-la. Na dúvida, guarde-a para resolver em outra ocasião ou para lembrar que você perdoou esta pessoa e a libertou de qualquer débito que ela possa ter com você.
O mais importante deste exercício é libertar a si próprio desse ressentimento e assim seguir em frente com sua vida e seus planos sem estar estagnado com um passado que nunca o levaria a lugar algum.
 

Comentários

2010-2013 Revista NINE - Todos os direitos reservados.

contato@revistanine.com.br
desenvolvido por Natus Tecnologia