RECEBA NOSSAS NOVIDADES! CADASTRE-SE

HOBBY & SPORT

GOLFE

Por: Durval PedrosoINDIQUEIMPRIMIR

Durval_netofotografia

Durval_netofotografia

Durval_netofotografia

Durval_netofotografia

Tenho respondido muito esta pergunta no contato pessoal, com amigos e pessoas que não praticam o golfe, por isto resolvi colocá-la num artigo, para que mais conheçam os porquês que eu pratico este esporte há mais de 5 décadas. Muitos dos que me conhecem há muito tempo, diriam que eu jogo golfe, porque nasci praticamente num campo de golfe, porque o meu pai era profissional de golfe (uns dos pioneiros no cenário nacional, se tornou profissional em 1944), porque passei a primeira infância e toda adolescência morando dentro de um clube de golfe.Mas não é só isso não, é muito mais do que isto, talvez o espaço deste artigo seja muito pequeno para que eu registre todos os motivos que me levam a praticar e amar o golfe. Mas vamos a eles, sem qualquer ordem de preferência ou de importância, pois o conjunto da obra é o que mais me motiva a jogar golfe. Por isto, vou começar dizendo que adoro jogar golfe, pela oportunidade quase que semanal de encontrar meus amigos e numa partida de 5 horas, poder conversar sobre quase tudo e as vezes sobre quase todos, sem qualquer preocupação adicional. Eu adoro jogar golfe, por estar em contato com uma natureza bem cuidada, onde para qualquer lugar que eu olhe, eu vejo beleza e encanto, porque não existe campo de golfe feio no mundo, só existem mais bonitos. Eu adoro jogar golfe, pois no campo me sinto muito bem, física e mentalmente. Estando sozinho ou em grupo, consigo me desligar do dia a dia, de uma forma impressionante. Jogando golfe eu pratico um tipo de meditação criativa, onde parte serve para me relaxar e outra serve para me proporcionar a criação de novas idéias. No campo de golfe, consigo certo transe hipnótico, que me clareia as idéias e que em muitas vezes me permite achar soluções para o meu dia a dia profissional e até pessoal. Gosto de jogar golfe, porque gosto de estar praticando um esporte, que me permite jogar e contatar pessoas de todas as idades, dos 5 aos 90 anos. Jogo golfe pelo prazer de ver crianças, adultos e velhos, juntos curtindo o mesmo espaço, com elegância, com etiqueta e respeito. Gosto de jogar golfe, porque o buraco 19, o bar, é sensacional e toma quase sempre lugar do divã de muitos analistas. Gosto de jogar golfe, porque consigo jogar com minha mulher e o meu neto ao mesmo tempo, de uma forma muito gostosa, onde as diferenças de idade e de pensar a vida, em nada interfere no nosso bem estar que é a curtição do campo e do jogo. Gosto de jogar golfe, porque sempre é um prazer ver as mulheres de todas as idades jogando, pois desde uma pequenina dando suas primeiras tacadas até uma veterana anciã, elas primam belo bom gosto de bem vestir, pela elegância dos movimentos e pelo charme. Seria hipócrita não comentar que gosto do golfe também, por ver belas mulheres, também nas mais diversas idades, fazendo um balet extraordinário, com a suavidade de seus swings e a beleza de seus corpos. Sem falar que em certos movimentos e posições no campo dessas belas garotas, geram uma sensualidade, que mexe com o imaginário dos homens, pois quase tudo é feito com muita plástica e elegância. No golfe os poucos momentos de vulgaridade, só ratificam a beleza e o encanto do esporte como um todo. Também gosto de jogar golfe, porque posso praticar pelo mundo a fora, e encontrar gente fantástica, até num pequenino país incrustado no coração da África do Sul, com o nome de Suazilândia, não importando a dificuldade da língua, a condição social ou mesmo a cor da pele. Gosto de jogar golfe, porque aprendo sempre com todos os players que estão em campo, como os Caddies, que nem sempre são letrados e com certeza quase todos, vindo de origens muito humildes, mas que nos dão verdadeiras aulas sobre o jogo e sobre comportamento humano. Gosto de jogar golfe, porque ganhando uma aposta de R$ 5, tenho a mesma felicidade de quando fecho um contrato grande um bom cliente, depois de uma longa batalha, uma vez que a felicidade esta no processo, no caminho, na viagem e não no seu resultado final. Vou parar por aqui para que o editor, não corte o meu pescoço. Venham para o golfe, vocês encontraram centenas de outras boas razões para praticá-lo.

Comentários

2010-2013 Revista NINE - Todos os direitos reservados.

contato@revistanine.com.br
desenvolvido por Natus Tecnologia