RECEBA NOSSAS NOVIDADES! CADASTRE-SE

COMPORTAMENTO

Fabio Arruda

Por: Fábio ArrudaINDIQUEIMPRIMIR

Fabio Arruda

Por um descuido imenso, ao chegar para embarcar para Londres constatei que a validade do passaporte não alcançava. Mico total? Não deixei se consumar. De pronto liguei para minha agente e pedi um vôo para algum lugar fora do Brasil que dispensasse este documento. Horas depois embarquei para Buenos Aires, quase sem roupa alguma, pois minha mala era para um frio de quase zero-grau e fui para um calor de 40 graus!

Foi espetacular. Fiquei em terras portenhas por 13 dias , comi e bebi divinamente e o mais interessante, gastando muito pouco nestes prazeres. Como a nossa moeda está forte por lá, era comum encontrar bons pratos em restaurantes de qualidade por aproximadamente R$ 50,00. E constatei que viajando por lá outros brasileiros não se acanhavam de antes verificar os cardápios na porta e conferir os preços. Coisa que muitos não praticam por aqui, por achar que pega mal. Quem falou tal asneira?!

Muito civilizado ter certeza que o que vai gastar num almoço ou jantar cabe no seu bolso. Contas caras inesperadas costumam causar uma péssima digestão. Que delícia sair caminhando após uma ótima refeição, satisfeito e com o bolso sem dor. A cidade está linda, bem cuidada e as opções culturais pipocam por todo lado. A Casa Rosada está aberta à visitação nos finais de semana e é muito interessante. Ao sair basta dar a volta e visitar o Museu do Bicentenário, instalado genialmente nos antigos subterrâneos das docas. Basta estar com disposição de andar um pouco e se dirigir a Puerto Madero, com todas aquelas opções gastronômicas . Para aguçar o apetite vá até o começo, atravesse e visite a Coleção Amélia de Fortabat, num prédio moderníssimo digno do mais primeiro mundo.

Em outro dia mude a direção, tome café na Recoleta e siga rumo ao Malba, com ótimo acervo e dê "oi" para o Abaporu da nossa única Tarsila do Amaral. Neste caminho em direção de Palermo existem outras opções de museus, para todos os gostos. Eu adoro comer algo rápido nos cafés dos museus pelo mundo. Sempre interessantes e cercados de arte e cultura. Com bom tempo é especial cruzar aqueles parques lindos e ensolarados. Para uma noite com sucesso garantido, vasculhe os restaurantes de Palermo Soho e Hollywood e deleite-se no que mais lhe agradar. Justo e merecido um brinde com excelentes e super acessíveis espumantes locais.

Veja só, quando pensei que tinha estragado tudo, mudei o panorama e fiz tudo isso e muito mais. Que bom não se deixar abater e reverter as situações , quando possível. Adoro ser um "turista acidental" e me permitir desfrutar momentos especiais nesta vida. E um pouco depois que retornei ao Brasil, aproveitei o embalo e rumei para os domínios da Rainha Elizabeth. Que viagem! Mas esta fica para contar numa outra vez.

Comentários

2010-2013 Revista NINE - Todos os direitos reservados.

contato@revistanine.com.br
desenvolvido por Natus Tecnologia