RECEBA NOSSAS NOVIDADES! CADASTRE-SE

HOBBY & SPORT

O VENDEDOR DE SONHOS

Por: Silvia VinhasINDIQUEIMPRIMIR

O VENDEDOR DE SONHOS

O maior vencedor de todos os tempos no ciclismo é uma farsa. Difícil engolir isso. Não pela veracidade dos fatos e sim por pura indignação. Ídolo absoluto, Lance Armstrong sempre foi referência mundial no ciclismo. Detentor de vários títulos no Tour de France, amado e respeitado por milhares de seguidores, foi acusado do uso de doping e perdeu todos os principais títulos da carreira. Pior, o homem que venceu o câncer e desafiou também a ciência com a paternidade, foi banido do esporte. Seria como descobrir, da noite para o dia, que Pelé, por exemplo, manipulava seus dribles geniais com algum tipo de substância que não fosse o talento. Frustrante e desolador. Em tempos das peripécias do  incrível corredor jamaicano Usain Bolt, insuperável e sempre desafiador, acreditamos ser possível à existência de super-homens. A tecnologia, capaz de transformar robôs em quase seres humanos, renova esperanças nas células-tronco na busca incessante da perfeição. Durante anos em minha carreira como jornalista esportiva, assisto testes de limites que vão além da imaginação.
    Até onde podemos chegar? Os Jogos Olímpicos sempre surpreendem. Recordes são batidos sob olhares incrédulos. Fenômenos para nós insuperáveis, são vencidos pelas gerações Y,X, Z, cada vez mais galácticas. Assistimos nossas crianças decifrando I Phones e I Pods, com uma facilidade assustadora. Parecem que já nascem digitais. Imaginem então o que ainda vem por aí?
    Mas, independente das conquistas científicas, ainda vivemos de exemplos. Precisamos da influência e da tradição que nos norteia para alimentarmos a alma.
    E como então conviver com ídolos de barro? Não estou aqui acusando ou defendendo Lance Armstrong, mas questionando uma verdade que influencia uma geração inteira. Numa época em que culpados estão sendo cassados e julgados por crimes contra a humanidade, fica a pergunta: qual a pena para quem destrói sonhos?

Comentários

2010-2013 Revista NINE - Todos os direitos reservados.

contato@revistanine.com.br
desenvolvido por Natus Tecnologia